28 janeiro, 2018

Aclyse Mattos

Pedido

Xos braço, xas mão,
eu vou pedir
xo corpo todo
pra xeu Jão.
Xas canela, xas cotxa...
Rufa xas coisa;
ruma a mala,
djunta a trotxa.
Xia minina, xia moça,
vamo simbora.
Tá na hora, ruma a trotxa!
Xos cabelo, xos beidjo
é goiabada nos xo beiço,
eu viro queidjo.
Xos olhinho, xos queitxo,
e se xa mãe vim te buscar
eu num te deitxo.
Xa cintura, xos peito
e aproveito
enquanto tá tudo no djeito.
Xas oreia, xos olhinho
e aproveito
pra pedir xo umbiguinho.
Xa boca, xa pretcheca,
Eu ixcrusive
quero toda ocê
compreta.
Xas perna, xa xana,
Eu quero ocê,
num tem mais beira
pra xa mana.
Xos braço, xas mão...
Bão, bão, bão!

Um comentário:

Rubem Dutra disse...

Se fosse alguns anos atrás, eu tivesse bem ao lado e ouvindo um pedido desse, Eu com certeza não iria intender nada, mas hoje já é bem diferente, gostei e gostaria de ler a resposta do Pai da Moça, e dai vai escrever?