03 fevereiro, 2018

Antônio Gonçalves de Carvalho

A Flor de Neve


Se a neve fosse planta e flor tivesse,
tu serias da neve a flor, gerada
da fria viração ao tênue sopro,
à luz da lua, aos beijos de uma fada.

Se a neve fosse planta e flor tivesse,
tu serias da neve a flor, mais bela
que brilhando na etérea imensidade
fanal de amor, adamantina estrela.

Se a neve fosse planta e flor tivesse,
tu serias da neve a flor tão pura!

Ah! Teriam em ti achado os homens
o símbolo da mais cândida ventura!

Se a neve fosse planta e flor tivesse,
tu serias da neve a flor bendita...

Causarias ciúme aos próprios lírios
que dos jardins do céu a brisa agita.

Se a neve fosse planta e flor tivesse,
tu serias da neve a flor querida,
no meio dos invernos – primavera,
sobre o gelado chão – ardor da vida!

Melhor que a flor de neve és tu, formosa,
alvo anjinho do céu baixado ao mundo,
para servir de tipo de beleza
e os preitos receber do amor profundo!

Nenhum comentário: