15 março, 2018

João Bosquo

Não tenho nenhum poema


Não tenho nenhum poema
Guardado na memória.

Não tenho intenção,
Menor que seja,
De entrar para o rol
Dos poetas lembrados
Em discursos imortais.

Não tenho nenhum poema
Que enfatize a dor.

 Não tenho nenhuma,
É bom dizer,
Predisposição pra dor,
Pro lirismo descabido
Doutros poetas doutores...

Se algum poema tive
Não posso dar certeza.

Os poemas são sopros,
Lampejos de inspirações
Das quais não sou dono,
Não sou fruto ou agricultor,
Apenas antena sintonizada.


07/10/17

Nenhum comentário: