28 março, 2018

Othoniel Silva

Alma das Ruas


Alma das ruas...
Que te quedas às esquinas,
sob o luar
e dos olhares melancólicos
das mulheres belas!...

Alma das ruas...
Que sentes no frou-frou
das vestimentas alegres
da juventude
a inspiração dos teus insatisfeitos
sonhadores!...

Alma das ruas...
No teu zing-zaguear contínuo
como mariposa,
na busca extravagante da tua
áspide, sequiosa de estraçalhar-te
a ventura, de ser
alma das ruas...

Nenhum comentário: