21 março, 2018

Rosário Congro

Bom Despacho


Maravilha do gótico imponente,
tão bela é a nave de ogivais arcadas!
Ao fundo, na capela, docemente,
ardem perenes lâmpadas sagradas.

Um dia os nichos, no hemiciclo albente,
de Grandes Santos hão de ser moradas,
como o gênio virá, que fez, ardente,
de Boticelli as mãos iluminadas!

Entre os despidos muros do santuário,
numa visão de célico esplendor,
vai o arcebispo orando, solitário.

E passarão os séculos vindouros
a glória perpetuando do Senhor,
na brônzea voz dos carrilhões sonoros!

Nenhum comentário: