24 março, 2018

Ulisses Cuiabano

Lenda do Rio Abaixo


Conta a lenda que em noite albente de luar
um rude canoeiro, a sós, pescando à vara,
de muito “peso” estava e inda nada apanhara,
apesar dos ardis que sabia empregar.

“Inda que seja o diabo agora hei de apanhar!”
disse o caboclo, iscando o anzol, e mal jogara
a linhada ao perau, esta logo esticara,
puxada por um peixe enorme e não vulgar.

A luta foi tremenda e fatigante a empresa,
até que enfim o bravo e rijo pescador
conseguiu tirar d’água a desejada presa.

Hoje vive o caboclo inteiramente gira,
pois fisgara no anzol a própria mãe, que horror!,
por um castigo atroz que o diabo lhe infligira.

Nenhum comentário: