03 janeiro, 2019

Santiago Villela Marques

O Outro

Mora um homem em mim
que nunca em mim se fará.
Chora por vir aonde vim...
e querendo por mim morrerá.
Fez-nos a vida assim,
um para o outro ocultar.
Enquanto souberem de mim,
do outro ninguém saberá.
Só quando o arcanjo ruim
o meu coração desvelar,
o homem que morre por mim,
liberto de mim, viverá.

O escritor Santiago Villela Marques (*07, 02/1967 – 03/11/2018) também professor da Unemat.

Nenhum comentário: