sexta-feira, fevereiro 1

(Carioca)

Identidade
O pobre passa a vida
respondendo “sou eu”
enquanto o rico,
a cada gesto,
revela seu rosto,
seu jeito,
seu gosto,
seu gasto
e afirma: “Eu sou!”

Fonte: Panorama da Atual Poesia Cuiabana (1986)

Nenhum comentário: