sábado, agosto 3

Santiago Villela Marques

Até o fim 


Era manhã
e amavas a aurora
dourada das asas...
pousadas nas faces
rosadas da irmã.


Gostavas das horas
tal o sol da manhã.
O meio-dia
floriu margaridas.
O ombro do amigo
trazia consigo
o que o amor prometia.
Inteira era a vida
e só meio o dia.


Então pela tarde
amaste o brinquedo
que o medo te deu
e por isso era teu.

A pressa é covarde:
tu eras tão cedo,
que tudo era tarde. 

Nenhum comentário: